[RESENHA] MAIS LINDO QUE A LUA – JULIA QUINN

Olá LEITORES, e vamos  para mais uma resenha da nossa RAINHA do  romance de época, Júlia Quinn. Dessa vez o livro é o lançamento de Fevereiro da Editora Arqueiro, Mais Lindo que a Lua.

 

LIVRO:  Mais Lindo que a Lua – Irmãs Lyndon 1

AUTORA : Júlia Quinn

EDITORA: Arqueiro

ANO: 2018

PÁGINAS: 272

SINOPSE: Mais Lindo Que a Lua, primeiro livro primeiro livro da série Irmãs Lyndon, é uma história irresistível sobre sobre reencontro e desafios, romantismo e perseverança.

Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim.

Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria também logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças?

Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto incomum – ser sua amante –, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?

Mais Lindo Que a Lua vai contar uma historia sobre amor a primeira vista entre Robert e Victoria. Robert é o um Conde, filho de um Marquês, já Victoria é a filha mais velha do novo vigário do condato. Os dois se conhecem numa tarde nos arredores das terras da família de Robert, e assim que ele ver Victoria tem certeza que se apaixonou a primeira vista por ela, e que fará de tudo para ela também se apaixone por ele. A jovem Victoria também se senti encantada com Robert, e a partir desse primeiro contato eles passam a se encontrar, e seus sentimentos um pelo outro só aumenta, porém nem todos estão felizes com esse romance,o fato de Robert ser herdeiro de um Marquesado e Victoria ser a filha do vigário e motivo para que eles não fiquem juntos.

Os maiores opositores desse romance são os pais dos dois, que tentam colocar um contra o outro, e em um determinado momento isso da certo, um grande mal entendido vai separar nosso casal por 7 anos, mudando a vida dos dois. Só que eles nunca imaginaram que depois de 7 anos voltariam a se encontra, e principalmente que eles não teriam apenas magoa e raiva um do outro, mais também que mesmo depois de todos esses anos, o desejo ainda estava presente.

Mais_lindo_que_a_lua_lombada.pngAntes de ler o livro vê bastante criticas negativas e algumas positivas, eu gostei do livro, e temos que levar em consideração que ele foi o primeiro, ou um dos primeiros que a Júlia escreveu, o livro é de 1997, outro temo e outra escrita, da pra ver o quanto ele evoluiu se você já leu outros livros dela. Robert não é o meu mocinho preferido, em alguns momentos ele é bem chato e as vezes bem possessivo e mandão, novamente vamos bate na tecla de que naquela época os homens eram assim e as mulheres não tinha quase nenhuma voz. Victoria  é uma personagem bem carismática, apesar de ter sido injustiçada, consegui durante os 7 anos de afastamento, trabalhar dignamente e ser independente, e mesmo depois de Robert ter feito um proposta bem descarada, ela poderia ter aceitado sendo submissa como se espera de mulheres na época, e em vez de aceitar ela fugiu e seguiu a vida com um novo emprego, bem melhor, e com pessoas que ela considera amigas e sendo feliz pela primeira vez.

Então fiquei muito feliz de ver o Robert ter que rebolar pra conquistar ela novamente, e apoiar a independência dela,  acredito  que essa foi a parte que eu simpatize um pouco com ela, e mesmo com tudo, eu torcia pra que eles ficasse juntos e finalmente conseguisse viver o amor deles sem as intrigas de separação dos pais ou da sociedade. Se recomendo o livro? sim, dei uma chance para ele, mais com a mente aberta para as épocas de escrita e a que o livro se passa.

2018-03-25 10.28.09 1.jpg

 

 

Beijos até  a proxima!

 

 

 

Anúncios

[RESENHA] PULE, KIM JOO SO – GABY BRANDALISE

Olá leitores, e vamos lá, para mais uma resenha, de mais uma autora nacional “Pule, Kim Joo So” da autora Gaby Brandile  seu primeiro livro.  eu estava muito ansiosa por essa leitura, já que o livro foi inspirado nos Dorama coreanos que eu amoooo.

 

Livro : Pule, Kim Joo so

Autora : Gaby Brandalise

Páginas : 208

Ano : 2017

Sinopse:  O que você faria se precisasse escapar da sua própria vida? Um história inspirada em dramas coreanos
Marina vive em Curitiba, atormentada pelas agressões do ex-namorado. So vive em Seul, preso a uma culpa da qual não consegue se livrar. Em mundos tão distantes, mas carregando dores parecidas, a história dos dois vai se cruzar e fazer com que eles finalmente tomem o controle da própria vida, encontrando o ponto de virada que sempre buscaram. Pule, Kim Joo So é uma história ágil e original, que vai surpreender e divertir da primeira à última linha.

Pule, Kim Joo So vai conta a historia da Marina, uma jornalista que vive em Curitiba, a vida dela não está fácil, além de ter um emprego que não gosta e não tem perspectivas de melhora, ela ainda tem que conviver com a perseguição e obsessão do ex-namorado violento, fazendo com que Marina viva em total alerta e com medo. So é um coreano misterioso, que deixou na Coreia um segredo que o persegue á onde quer que ele vá .

Em uma noite, após sair do seu trabalho, Marina e So terão seus destinos cruzados, e isso muda o rumo de suas vidas de uma maneira inimaginável. Assim que Marina ver So, é impossível negar a atração e a necessidade de ajuda-ló, mesmo com a barreira do idioma, Só que as coisas não são fáceis para os dois, o passado de So e o de Marina é  uma sombra cada vez mais perto pra prejudica-lós .

2018-03-13 08.08.25 1.jpg

O livro me conquistou , os personagens principais são carismáticos e a leitura é bem fluida, em alguns momentos precisei reler, mais só pelo fato de tentar descobrir alguma pista sobre o So e seu passado, quem já assistiu Dorama vai se familiarizar com a escrita da autora, desde a apresentação dos personagens, quanto a dinâmica dos acontecimentos. O livro tem pouco mais de 200 páginas com uma mistura de mistério, romance e ação, e muitas reviravoltas, quando você acha que descobriu uma coisa, aparece outra pra te surpreender. Lembrando que se  você  nunca  assistiu  um Dorama  não  precisa  se  preocupa,  pode  da  uma  chance  a essa  leitura.

 Beijos  até  a  próxima!